Sexta-feira, 8 de Agosto de 2008

A Historia de Loriga

Loriga encontra-se a 20 km de Seia, 80km da Guarda e 300km de Lisboa. A vila é acessível pela EN 231, e tem acesso directo à Lagoa Comprida, pela EN338, estrada concluída em 2006, seguindo um traçado pré-existente, com um percurso de 9,2 km de paisagens deslumbrantes, entre as cotas 960m (Portela do Arão) e 1650m, junto à Lagoa Comprida.




É conhecida como a "Suíça Portuguesa" devido à sua extraordinária localização geográfica. Está situada a cerca de 770m de altitude, na sua parte urbana mais baixa, rodeada por montanhas, das quais se destacam a Penha dos Abutres (1828m de altitude) e a Penha do Gato (1771m), e é abraçada por dois cursos de água: a Ribeira da Nave e Ribeira de S.Bento, que se unem depois da E.T.A.R. para formarem a Ribeira de Loriga, um dos afluentes do Rio Alva.

Está dotada de uma ampla gama de infrastrutras físicas e culturais, que abrangem todos os grupos etários, das quais se destacam, por exemplo, o Grupo Desportivo Loriguense, fundado em 1934, a Sociedade Recreativa e Musical Loriguense, fundada em 1906, os Bombeiros Voluntários de Loriga, criados em 1982, cujos serviços se desenvolvem para lá dos limites da vila, a Casa de Repouso Nª. Srª. da Guia, uma das últimas obras sociais de relevo, e a Escola Básica Dr. Reis Leitão. Em Março de 2007 iniciaram-se as obras do novo Quartel dos Bombeiros Voluntários, edifício que se prevê concluído durante o primeiro semestre de 2008.
Ao longo do ano celebram-se de maneira especial o Natal, a Páscoa (com a Amenta das Almas - cantos nocturnos masculinos, que evocam as almas de entes falecidos por altura da Quaresma), festas em honra de Sto. António (durante o mês Junho) e S. Sebastião (no último Domingo de Julho), com as respectivas mordomias e procissões. Porém, o ponto mais alto das festividades religiosas é a festa dedicada à padroeira de Loriga, Nª. Srª. da Guia, que se realiza todos os anos, no primeiro Domingo de Agosto. No segundo Domingo, tem lugar a festa em honra de Nª. Srª. da Ajuda, no Fontão de Loriga.



publicado por camarinhascoperacion às 15:19
link do post | favorito
|
De jorge amaro a 24 de Maio de 2017 às 17:10
Este texto foi retirado do artigo sobre a vila de Loriga criado pelo Sr. António Conde na Wikipédia. É um texto que tem extratos da sua obra "História concisa da vila de Loriga - Das origens à extinção do município". Entretanto o referido artigo foi vandalizado, apagaram algumas informações, colocaram outras erradas e colocaram uma ilegal aberração heráldica que por isso nunca foi, não é nem jamais poderá ser o brasão da vila de Loriga.
A propósito de erros, há séculos que a padroeira de Loriga é Santa Maria Maior, e é por isso que a Igreja Matriz lhe é dedicada. Aliás, além da antiguidade aqui patente, os santos padroeiros das localidades são normalmente os oragos do principal templo existente tal como a igreja matriz.
Nossa Senhora da Guia é e sempre foi "apenas" padroeira dos emigrantes.
Comentar:
De
 
Nome

Url

Email

Guardar Dados?

Ainda não tem um Blog no SAPO? Crie já um. É grátis.

Comentário

Máximo de 4300 caracteres



Copiar caracteres

 


.mais sobre mim

.pesquisar

 

.Novembro 2008

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30

.posts recentes

. Rosicollis

. temos terroristas em port...

. Kite buggy

. Kite Indoor

. ...

. Papagaios Acrobáticos

. Kites no Parque Urbano

. Parque Urbano Santa Iria

. ...

. Parque Urbano Santa Iria

.arquivos

. Novembro 2008

. Outubro 2008

. Setembro 2008

. Agosto 2008

. Julho 2008

. Junho 2008

blogs SAPO

.subscrever feeds