Sexta-feira, 8 de Agosto de 2008

Covões de Loriga




O belíssimo Vale de Loriga teve origem glaciar,tal como o Vale do Zêzere,este situado do lado oposto da Serra da Estrela.O mesmo glaciar,que se situava no planalto superior da serra,dividiu-se e rasgou estes dois vales,e outros vales menores e menos imponentes.
Porém,os dois vales glaciares mais imponentes da Serra da Estrela são diferentes porque as condições geológicas são um pouco diferentes.Do lado de Loriga,o granito era mais compacto e sólido,pelo que os efeitos erosivos do glaciar foram diferentes.
A massa compacta de duro granito dificultou a erosão ao Glaciar de Loriga.
Assim,enquanto do lado de Manteigas o glaciar abriu o característico vale em U aberto,do lado de Loriga o gelo rasgou um vale mais estreito, deixando altos penhascos e encostas escarpadas,um cenário não menos espectacular.Devido a essas características,os menos eruditos acham que o Vale de Loriga não é um vale glaciar,ou pensam que a parte do glaciar que abriu este vale era menor que aquela que abriu o Vale do Zêzere.
Outra característica do vale são as depressões em socalcos,onde outrora existiram lagoas,e que são conhecidas como covões.A maior dessas depressões teve aproveitamento hidrico considerável,a Barragem de Loriga.Por cima da Barragem de Loriga estão as Pistas de Esqui de Loriga,exactamente na àrea superior do Vale de Loriga,onde o glaciar começou a abri-lo.De referir uma outra depressão chamada Covão da Areia,e que se encontra na espectacular Garganta de Loriga.
A partir da Garganta de Loriga,o glaciar libertou-se,passando a escavar um terreno menos resistente à erosão.O grosso do glaciar abriu aquela parte do vale muito bonita,conhecida por Chão da Ribeira,onde se podem admirar os enormes blocos de granito,arrancados mais acima pelo gelo e depositados ali.Outras partes do glaciar "transbordaram" contornando a Garganta de Loriga,precipitando-se em cascata,criando as espectaculares encostas abruptas que são um exlibris inconfundível da paisagem loricense,tais como a Penha do Gato e a Penha dos Abutres.O glaciar escavou então uma grande bacia,onde esteve depositada uma enorme quantidade de gelo,criando o que é a parte mais ampla do vale,onde está situada a vila.
O glaciar começou por escavar a zona mais ampla do vale,para depois,à medida que ia perdendo massa,permitir a acumulação nessa àrea de materiais que foi arrastando.Estes materias foram-se depositando ao sabor da corrente do glaciar e da resistência que foi encontrando pelo caminho.Assim,a parte da colina onde foi fundada Loriga há mais de vinte e seis séculos,toda ela constituída por sedimentos arrastados pelo glaciar,só existe devido ao afloramento granítico localizado onde hoje está o Bairro de S.Ginês (S.Gens).A corrente do glaciar foi "obrigada" a contornar esse afloramento rochoso,criando acumulação de sedimentos a seguir.A erosão do glaciar,entretanto já "moribundo" e das duas linhas de àgua que surgiram,moldaram o vale,onde hoje se encontra a vila,deixando-o com uma aparência próxima da actual.
publicado por camarinhascoperacion às 14:58
link do post | comentar | favorito
|
2 comentários:
De Isa a 8 de Agosto de 2008 às 15:59
A História de Loriga,terra ñ só linda como valiosa pelo Património,
recua, realmente,muitos séculos.Passaram, por aí,"muitas e variadas gentes".Povos k deixaram as suas marcas.Tudo isso me fascina,como sabem.O k pensavam,o k
faziam...Giro,mto giro!Bjs.
isa
De goiaba a 9 de Agosto de 2008 às 12:35
Fiquei a saber mais. Obrigada.
Vou estar uns dias ausente e já sei que, quando voltar, vou aprender muitas coisas ...
Abraço

Comentar post

.mais sobre mim

.pesquisar

 

.Novembro 2008

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30

.posts recentes

. Rosicollis

. temos terroristas em port...

. Kite buggy

. Kite Indoor

. ...

. Papagaios Acrobáticos

. Kites no Parque Urbano

. Parque Urbano Santa Iria

. ...

. Parque Urbano Santa Iria

.arquivos

. Novembro 2008

. Outubro 2008

. Setembro 2008

. Agosto 2008

. Julho 2008

. Junho 2008

blogs SAPO

.subscrever feeds